Realizada solenidade de posse de Alexandre Camillo como superintendente da Susep

Publicado em 16 de dezembro de 2021

Cerimônia aconteceu hoje, na sede do Ministério da Economia, no Rio de Janeiro, e contou com a presença de autoridades e representantes de todos os segmentos do setor

Rio de Janeiro, 16 de dezembro de 2021. “Traçar uma rota, a mais assertiva possível, que nos leve corretamente ao epicentro do potencial do mercado de seguros”, é o que almeja o novo superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Alexandre Camillo. A declaração foi parte do discurso que Camillo fez durante a solenidade de posse como titular da Autarquia. A cerimônia aconteceu hoje, na sede do Ministério da Economia, no Rio de Janeiro, e reuniu autoridades, executivos do setor e servidores da Susep.

O novo superintendente agradeceu a oportunidade e ressaltou que um dos principais focos da sua gestão será o diálogo com o setor. “Todos os objetivos que desejamos devem ser discutidos e consensuados por todos nós, os componentes do mercado de seguros”, afirmou.

Um dos pontos abordados pelo superintendente foi a grande capacidade de adaptação do setor. Camillo destacou toda a contribuição de players que fundaram e consolidaram os mercados de seguro no Brasil e ainda avanços que a autarquia vem promovendo para apoiar o desenvolvimento e transformações do mercado, como O Open Insurance e a inclusão de tecnologias, com destaque para o Sandbox Regulatório e as insurtechs, avanços nas questões de mobilidade e ações pautadas em sustentabilidade. Camillo adiantou, ainda, como pretende conduzir sua gestão à frente da Autarquia. “Comprometo-me a sedimentar as ações feitas antes da minha chegada e dar tração a esses novos projetos”, informou.

O Secretário Especial Adjunto da Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Júlio Alexandre Menezes da Silva, representou o Ministério no evento e destacou que o mercado de seguros causa impacto direto na vida das pessoas. Segundo ele, “quando falamos em previdência, falamos também em vida e futuro das pessoas. A Susep tem uma nobre missão”. Silva também enfatizou a importância do setor de seguros para o país, seu grande potencial de crescimento e a necessidade de incentivar avanços dos mercados em questões como segurança cibernética e sustentabilidade, entre outras frentes. “O setor de seguros é um setor que envolve recursos relevantes. Estamos falando de 3% a 4% do PIB e é um setor com potencial de crescimento enorme”, frisou ele.

Ao lado do secretário, compuseram a mesa de autoridades o presidente da Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg), Marcio Coriolano, e o presidente da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e Resseguros (Fenacor), Armando Vergílio. O evento contou com líderes das empresas do setor de todo o país e representantes de sindicatos e de todos os segmentos que compõem os mercados de seguros no Brasil.

Carreira

Alexandre Camillo é corretor de seguros e atua no mercado há mais de quatro décadas. Além da presidência do Sincor-SP, função que exerceu até 10 de novembro, Camillo ocupava, desde 2015, o cargo de vice-presidente da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e Resseguros (Fenacor) na região Sudeste.

Camillo é economista com especialização em gestão para administradores e especialização em gerência de negócios de seguros, corretor de seguros, presidente da Camillo Corretora de Seguros e autor dos livros “Venda Evolutiva” e “Vendas Progressivas”, voltados para a distribuição de seguros.